“Moda é importante, mas as pessoas são mais”: as dicas da Assinatura de Estilo

O seu sonho é ser uma consultora de estilo de sucesso? Essa é uma ótima maneira de trabalhar com moda sem necessariamente ter uma marca ou ser uma comunicadora do meio.

Não pense que é fácil, mas pode ser muito recompensador transformar a autoestima das pessoas e passar seus conhecimentos sobre o ato de vestir-se. Para falar sobre essa linda profissão, conversamos com as meninas da Assinatura de Estilo.

Carolina Barbosa e Carla Strauss são as fundadoras da consultoria, atualmente são parceiras do Me Poupe, de Nathalia Arcuri, e bombam na internet. Confira as dicas da dupla:

44992568_1857352771053456_4869986498365095936_n

Como foi o processo e abrir uma empresa na área de consultoria de estilo?

A primeira coisa que fizemos foi definir o nome da empresa, providenciar os registros de marca e de domínio (internet) e buscar um profissional para fazer a identidade visual. Já tínhamos desenhado desde o início o serviço carro-chefe da empresa e o resto (site, redes sociais, controles e políticas internas) fomos preparando e ajustando no nosso dia a dia.

A Assinatura de Estilo surgiu despretensiosamente, como “apenas” uma empresa de consultoria de estilo. Originalmente, nossa ideia era atender pessoas que precisassem de ajuda para conhecer e lapidar seu estilo por meio de informações técnicas e autoconhecimento. Com a evolução do nosso trabalho e a demanda da nossa audiência, passamos também a focar em produção de conteúdo.

Qual é a maior dificuldade na hora de atender as clientes nesse segmento?

Mostrar o custo X benefício do trabalho ANTES dele acontecer.

Todas as vezes que atendemos alguém que não tem nenhuma referência prévia do nosso trabalho (que não teve indicação de alguém próximo que já tenha passado pelo processo de consultoria de estilo) recebemos feedbacks maravilhosos relatando que o investimento se pagou em pouquíssimo tempo. Tanto com relação ao dinheiro (pois o cliente deixou de gastar com coisas que não precisava) quanto com relação ao tempo diário gasto escolhendo o que vestir.

Como o processo de aprendizado depende de cada pessoa atendida, esse benefício às vezes é percebido logo na primeira sessão e às vezes ele demora um pouco mais para florescer. Mas invariavelmente as pessoas nos relatam coisas muito semelhantes sob esse aspecto.

Mostrar isso ANTES da contratação é a parte mais difícil.

Como vocês fazem para se divulgar?

Parcerias com pessoas e empresas que tenham sinergia com a nossa missão e redes sociais. Recentemente investimos na produção de conteúdo em vídeo, com nosso canal no YouTube que em breve completa um ano, pois sentimos a necessidade de aprofundar algumas discussões.

O que foi mais difícil aprender nesse tempo de empresa?

Que empreender é um eterno trocar os pneus com o carro andando – risos.

Não dá muito tempo de fazer as coisas serem perfeitas, temos de ir testando e ver o que realmente funciona. Nem sempre um serviço, post ou vídeo performa da maneira que acreditamos que performaria e está tudo bem. O importante é não se apegar e ir fazendo as adaptações necessárias para não perdermos a nossa identidade e seguirmos atendendo ao que a audiência e os clientes pedem.

Dêem uma dica para quem deseja empreender na área de moda.

Moda é importante (afinal, amamos moda, não é a toa que estamos no mercado de consultoria de estilo), mas as pessoas são mais.

Tanto é que dizemos que a Assinatura de Estilo não trabalha com moda. A Assinatura de Estilo trabalha com gente.

Curtiram a entrevista? Sigam o Instagram das meninas, é @estiloassinatura!

Como empreender se você está estudando

Você finalmente começou um curso na área que gosta e está dando seus primeiros passos para fazer o que ama e ainda ganhar dinheiro. Porém, nem sempre um emprego ou estágio na área vêm fácil, não é mesmo?

O empreendedorismo é uma opção para você fazer o que gosta e sabe, além de ser uma alternativa para pagar os estudos e complementar a renda para realizar seus sonhos. Confira nossas dicas para você que é estudante e quer ter o próprio negócio:

O que você sabe fazer

Para ter sua própria empresa, você precisa saber fazer o que está se propondo. Seja fazer doces, papelaria, artesanato, conteúdo, fotografia… Se certifique de que você conhece do assunto o suficiente para prestar esse serviço e corra atrás do que não sabe. Você não precisa, muitas vezes, estar formado para empreender, mas precisa querer aprender muito!

O que o público precisa

Não adianta ter um ótimo serviço ou produto se as pessoas não precisam dele ou não têm dinheiro para comprar. Antes de colocar a sua empresa para rodar, faça pesquisas e converse com as pessoas. Saiba quais problemas elas querem resolver e o quanto estão dispostas a pagar por um trabalho como o seu. Essa pesquisa pode ser de porta em porta, por telefone ou por um formulário online. Quando você está estudando, essa etapa precisa ser rápida e prática.

Os primeiros clientes

Agora que você já tem a solução certa, precisa que as pessoas cheguem até você. Use as redes sociais a seu favor e publique sobre as vantagens do seu trabalho, sempre de forma atraente e leve. Para outra forma de marketing sem custo, peça para seus amigos e familiares recomendarem sua empresa para outras pessoas. Por mais que você divida seu tempo com o estudos, sempre responda as mensagens de seus clientes e saiba delegar as funções quando as atividades da faculdade forem urgentes.

Quer uma ajudinha para o seu negócio decolar? Conte com nossas consultorias de marketing para conseguir mais clientes e se tornar uma autoridade!